Soluções inovadoras nas áreas de saúde e desenvolvimento precisam ser conhecidas mundialmente e ter suas pesquisas e práticas apoiadas. Pensando em reconhecer essas iniciativas, estão abertas as inscrições para a chamada de projetos do Grand Challenges Explorations, programa desenvolvido pela Fundação Bill & Melinda Gates.

Desde 2008, quando a ação foi lançada, a ideia é identificar e dar suporte a projetos inovadores que podem levar ao desenvolvimento de novas vacinas, diagnósticos, medicamentos e outras tecnologias que tenham como objetivo combater doenças que vitimizam milhões de pessoas anualmente. Também está dentro do escopo do programa propostas de melhoria no desenvolvimento da agricultura.

Nesse ano, as ações poderão ser inscritas em três escopos: Inovações para Sistemas Integrados de Diagnósticos; Mentes saudáveis para mães adolescentes: alcançar resultados saudáveis para a família; e Novas abordagens para melhorar a realização oportuna de imunizações de rotina no nascimento e a capacidade do profissional de saúde em ambientes de poucos recursos.

No âmbito de “Inovações para Sistemas Integrados de Diagnósticos”, o desafio é pensar em soluções para melhorar o sistema de coleta e transporte de amostras em laboratórios, assim como a realização de exames locais e entrega de resultados, com o objetivo de criar sistemas interconectados que possam economizar custos, levando em consideração a realidade de recursos em países em desenvolvimento.

Serão consideradas propostas que apresentem melhoria de desempenho mensurável em aspectos como: tempo de processamento (da coleta da amostra à entrega do resultado), taxa de utilização da capacidade dos instrumentos laboratoriais, percentagem de resultados de qualidade gerados, percentagem de resultados de qualidade que são entregues ao paciente, entre outros fatores.

Sobre o tema “Mentes saudáveis para mães adolescentes”, a Fundação traz um dado alarmante: em países de baixa e média renda, 25% das mulheres grávidas e 19% das novas mães sofrem depressão. Essa situação se agrava quando trata-se de jovens, considerando que 75% dos transtornos de saúde mental começam antes dos 24 anos de idade. Partindo dessas informações, a chamada de projetos tem como objetivo identificar abordagens inovadoras que atendam às necessidades de saúde mental das mães jovens e adolescentes mais pobres e vulneráveis.

Projetos que apresentem inovações no sentido de reconhecer que a saúde de uma criança depende da saúde da mãe e que trabalhem para desmanchar o estigma e discriminação de mães adolescentes serão considerados pela chamada. Ainda, é fundamental que os projetos inscritos envolvam o público-alvo de suas ações em todas as etapas do projeto, a fim de tornar os planos escaláveis e sustentáveis.

Por fim, sobre o tema “Novas abordagens para melhorar a realização oportuna de imunizações de rotina no nascimento e a capacidade do profissional de saúde em ambientes de poucos recursos”, a ideia é reduzir a mortalidade infantil a partir da adoção de ideias inovadoras que contribuam na imunização (seja com ações que visam aumentar a conscientização sobre importância da vacina, que identifiquem grupos de bebês que correm o risco de não receber as vacinas ou que proponham soluções econômicas e escaláveis para atingir maior coberta de bebês imunizados). Além disso, projetos que trabalham com o treinamento de profissionais da saúde, visando a melhoria dos serviços prestados também poderão se inscrever.

O regulamento completo da chamada de projetos está disponível aqui em inglês.

Seleção

A seleção dos projetos ficará a cargo de uma comissão avaliadora, formada por especialistas em identificar propostas inovadoras a problemas sociais. Cada projeto inscrito poderá ser avaliado por até seis revisores. É importante ressaltar que, a análise das inscrições será feita sob o método de blind review, ou seja, a comissão avaliadora não terá acesso aos nomes dos candidatos ou países de origem.

Alguns dos critérios que serão levados em consideração na hora de avaliar as inscrições são: inovação, resposta ao tópico, teste da ideia, viabilidade do projeto, potencial para financiamento de Fase II e clareza.

A seleção de projetos acontecerá em duas fases. Na primeira delas, os vencedores receberão 100 mil doláres, com o prazo de 18 meses (um ano e seis meses) para desenvolverem suas propostas. Entretanto, é possível que, aqueles que forem bem sucedidos na primeira fase, participem de uma segunda chamada e concorram a um financiamento adicional de até um milhão de dólares.

Inscrições

Os interessados em participar da seleção de projetos devem preencher o formulário de inscrição, em inglês (faça o download aqui) e, a partir da criação de uma conta na plataforma, enviá-lo até o dia 8 de novembro. Mais informações sobre o processo de inscrição podem ser consultadas no site.

Alterações sobre o cronograma ou algum aspecto do prêmio serão informadas na seção Perguntas Frequentes, que pode ser acessada neste link.

Fonte: Gife

Iniciativa da Fundação Bill & Melinda Gates reconhece projetos nas áreas de saúde e desenvolvimento

Terceiro Setor
Artigo anteriorFundo Estadual de Cultura é lançado com novidades
Próximo artigoEdital Elas nas Exatas visa aumentar participação de meninas em ciência e tecnologia
Fundador e principal executivo da Tozzi Associados, José Alberto Tozzi é um estudioso e um dos mais requisitados especialistas em “gestão e profissionalização de entidades do Terceiro Setor”. É diretor da Associação dos alunos e ex-alunos dos MBAs da USP – entidade focada na pesquisa de soluções para o Terceiro Setor. É formado em administração de empresas pela FGV e em ciências contábeis – com pós-graduação em análise de sistemas e MBA executivo internacional – pela USP. Contador e auditor licenciado pela CVM, adquiriu experiência nas áreas de auditoria, consultoria, administração contábil, financeira, fiscal, informática, suprimentos e recursos humanos como diretor em empresas de grande porte. Já ministrou dezenas de cursos, palestras e workshops sobre “ gestão e profissionalização de entidades do Terceiro Setor ”. Veja os principais: Instrutor: • Gestão Eficaz de Recursos Financeiros – GESC da Associação dos Alunos e Ex Alunos do MBA da USP – 20 horas aula. • Controladoria e Gestão para Organizações do Terceiro Setor – Tozzi Associados – 20 horas aula. • Curso de Planejamento Legal e Contábil das Gratuidades da Entidade Beneficente – Econômica Desenvolvimento Empresarial. – 16 horas aula. Palestrante: • Simpósio de Contabilidade do Terceiro Setor – Econômica Desenvolvimento Empresarial • Seminário de Capacitação Gerencial – Instituto WCF Brasil • Balanço Social – Congresso Brasileiro de Ações Sociais Corporativas, Governamentais e não Governamentais. • Controladoria e Gestão para Organizações do Terceiro Setor – Abrinq Programa Nossas Crianças • Gestão do Processo de Captação de Recursos – Dearo • Gestão de Entidades do Terceiro Setor – Conselho Municipal de Assistência Social – Barueri SIGRATS Parceiro no desenvolvimento da Solução de Gerenciamento Integrado da Atividade Social (responsável pela parte contábil e financeira).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here