Antes de iniciar o assunto, é extremamente relevante conhecer quem deu início as discussões que circundam este tema e seu nome é Muhammad Yunus, professor de economia na Universidade de Chitagong e fundador do Grameen Bank, radicado em Bangladesh, mais conhecido como o “banco dos pobres”.

O banco criado pelo Sr. Yunus, visava a concessão de microcrédito a pessoas que não possuíam acesso a recursos financeiros, os impossibilitando de ter subsistência para afastar a miserabilidade, pois em suas palavras “Era muito difícil ensinar todas aquelas belas teorias econômicas enquanto as pessoas morriam de fome”.

Não obstante o Grameen Bank não visar o lucro, suas operações seguem sempre positivas e com baixíssimo percentual de inadimplência, segundo informações transmitidas pelo Sr. Yunus em entrevista realizada pela Folha de São Paulo.

A partir disso, o economista e empreendedor social, Muhammad Yunus recebeu o Prêmio Mundial de Alimentação em 1994 e o Nobel da Paz em 2006, sendo então reconhecido como o pioneiro no setor 2.5 (dois e meio).

Diante dessas informações, faz-se necessária a diferenciação entre empresa social e ações sociais empresarias, haja vista que as empresas sociais são desenvolvidas com o objetivo de acabar com problemas gerados pela pobreza, conferindo inovações que minimizem as questões que envolvam a vulnerabilidade social, enquanto as ações sociais destinam os lucros de uma empresa para projetos e iniciativas que beneficiem a população pobre.

A respeito dos negócios sociais, o próprio Sebrae disponibilizou material riquíssimo tratando do assunto, o qual recomendo, àqueles que quiserem se aprofundar.

A maior característica de uma empresa social, é a sua sustentabilidade, a fim de que a sua renda seja investida em seu crescimento e outra parte aos gastos extraordinários.

No Brasil, os impactos do setor 2.5 (dois e meio) são mínimos, segundo as últimas pesquisas publicadas, desta feita, entende-se que de forma retraída, estamos começando a dar abertura aos negócios sociais.

Então, para entender melhor, o que fora aqui brevemente explanado, lhes convido a assistir um vídeo riquíssimo, contendo a fala do próprio Muhammad Yunus, em vídeo publicado no Youtube.

Diante o exposto, spero que a iniciativa se desenvolva no Brasil de forma avassaladora.

Terceiro Setor

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here