A governança corporativa no mercado atual é um dos elementos mais importantes para que o seu negócio chegue ao sucesso. Por se tratar de um sistema que orienta e direciona as operações e estratégias da empresa, é capaz de aprimorar a rotina administrativa da sua companhia. Nesse sentido, quando a ferramenta passa a ser mais bem costurada e pensada, a gestão exige resultados realmente satisfatórios. A governança corporativa é um diferencial quando se deseja profissionalizar a gestão do empreendimento, o que agrega maior vantagem competitiva à ele. Sabemos que organizações diferenciais são as que mais se destacam, e, assim, entender e aplicar o conhecimento corporativo é de suma importância.

Assim sendo, começar a implementá-lo o quanto antes é fundamental, sobretudo se o seu objetivo é se destacar, crescer e fortalecer no mercado. A governança corporativa nas empresas é entendida como um conjunto de práticas que fomentam o alinhamento entre os acionistas, a diretoria, os órgãos de controle e fiscalização e conselhos. É, atualmente, essencial para o sucesso dos negócios tanto de pequeno, médio e grande porte. Isso ocorre porque o alinhamento dos principais interessados com os possíveis percalços da companhia minimiza os problemas e facilita a captação de recursos.  Diante disso, o Grupo Tozzi apresentará algumas dicas para que você implemente essa estratégia hoje mesmo em seu negócio.

Estabeleça uma estrutura hierárquicaEstabeleça uma estrutura hierárquica

A primeira estratégia para colocar em prática a governança corporativa é o estabelecimento de uma estrutura hierárquica. Definir uma hierarquia para a governança corporativa é de suma importância porque, afinal, tal estrutura garante que todos os colaboradores saibam, claramente, qual ou quais são as suas principais atribuições , assumindo, desse modo, as suas responsabilidades e vislumbrando como podem impactar para o sucesso da organização. É por meio dessa demarcação que os colaboradores na empresa reconhecem a quem devem se reportar no dia-a-dia.

Assim sendo, com o estabelecimento claro de lideranças, o processo de acompanhamento de resultados e cobranças de determinadas ações fica mais simples e mais humano, sobretudo no caso de colaboradores que atuam em dois setores ao mesmo tempo. A falta de um estabelecimento hierárquico dificulta o conhecimento acerca de a quem se deve reportar no dia-a-dia, isto é, não se sabe a quem procurar para orientações e feedbacks, e, assim, os dados ficam pulverizados, e, com isso, nenhum dos gestores consegue controlar a sua atuação de forma eficiente. O problema é solucionado quando há clareza na hierarquia.

A importância da elaboração de políticas organizacionaisA importância da elaboração de políticas organizacionais

A segunda estratégia proposta pelo Grupo Tozzi para que o seu negócio invista hoje mesmo na governança corporativa é o estabelecimento de políticas organizacionais. Esta etapa é tão importante quanto o ato de fixar hierarquias e as consequentes responsabilidades. Deve-se, portanto, estabelecer como a empresa, e, consequentemente, todos os seus respectivos setores devem atuar, visando a prosperidade. Tal elaboração deriva da criação de políticas organizacionais, que, por sua vez, funcionam como receitas ou padrões sobre como as divisões ou departamentos devem operar diante de determinadas situações. Nesse sentido, a auditoria interna e externa são, também, indispensáveis ao sucesso da empresa moderna.

Deve-se, portanto, nesse processo de elaboração das políticas organizacionais, deixar bem claro e definido o papel desempenhado por cada sócio no processo de tomada de decisões relacionadas ao empreendimento, bem como deve-se apontar o desempenho dos acionistas e dos demais membros do Conselho de administração. Tal preparação também se manifesta na definição dos setores de auditoria, bem como nas práticas voltadas à identificação de ações ilícitas. Tais procedimentos são necessários à orientação adequada de suas equipes e das respectivas lideranças, atentando-se a como agir para atribui uma maior vantagem competitiva ao negócio.

Monitore periodicamente as suas informaçõesMonitore periodicamente as suas informações

A terceira dica que o Grupo Tozzi deseja apresentar à você, gestor, é a importância do monitoramento frequente e contínuo das suas informações. Mantenha em mente que não existe governança corporativa, isto é, ela se torna inviável quando não há um bom controle e acompanhamento das informações do seu negócio. É apenas por meio da identificação dos pontos que precisam de atenção e pela mensuração dos resultados que o seu negócio é capaz de maximizar a sua atuação. Nesse sentido, para que a governança corporativa seja uma realidade no seu negócio é fundamental o uso de métricas e indicadores de performance, bem como deve-se acionar ferramentas específicas, como, por exemplo, os relatórios gerenciais. Assim sendo, produzir e analisar esses dados, de forma rotineira, é indispensável à boa gestão, pois é apenas desse modo que se pode garantir que tudo está saindo conforme o planejado.

Por que os gestores devem investir na transparência?Por que os gestores devem investir na transparência?

A quarta dica que o Grupo Tozzi deseja apresentar à você, gestor, é o investimento nos processos transparentes e claros aos seus stakeholders. Considerando que a governança corporativa está bastante ligada à qualidade da informação, o ideal é que a maior quantidade possível de dados seja disponibilizada, a fim de que todos possam embasar as suas ações com base nesses dados, e, assim, uma comunicação obscura e cheia de obstáculos, em outras palavras, a ausência do diálogo, impede a execução dessa tarefa de forma efetiva. O melhor que você, gestor, pode fazer, é investir na transparência.

Mantenha sempre em mente que os líderes devem comunicar as suas expectativas e necessidades de forma clara e objetiva, e, desse modo, os liderados precisam fazer tudo o que estiver ao seu alcance para atingir tais expectativas, e, nesse processo, o repasse adequado de dados é essencial. Assim, todos terão as ferramentas necessárias, o que evita retrabalhos, bem como reduz-se custos de atuação. Tais práticas de governança corporativa são fundamentais, e, desse modo, devem ser implementadas de modo competente e regular, pois proporcionam maior controle, eficiência e abatimento do passivo relacionado às falhas operacionais.

Terceiro Setor

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here