É fato que profissionais capacitados são bastante valorizados no mercado de trabalho, sobretudo em áreas que demandam conhecimentos específicos em demasia. Entretanto, além de trabalhar dentro de um nicho específico, os consultores podem, ainda, trabalhar de maneira mais autônoma. Nesse sentido, esses profissionais possuem mais liberdade, e, com isso, mais oportunidades de se aprimorarem constantemente. Contudo, deve-se frisar que atuar com a consultoria é diferente de trabalhar como um profissional independente. É preciso desenvolver habilidades para além da sua área de atuação, pois terá, na prática, que lidar com sujeitos de diferentes áreas.

Pode frisar que, de maneira geral, o consultor é um profissional que, independentemente de atuar com uma empresa de consultoria ou de forma individual, possui bastante experiência em uma determinada área, e, desse modo, trabalha com as mais diversas empresas. Os negócios entram em contato quando precisam de conhecimentos para darem vida a um novo projeto e não possuem expertise à sua disposição. Assim, o consultor, quando contratado, desloca-se até a empresa do cliente e analisa quais são os processos que fazem parte de seu escopo. Um consultor de TI, por exemplo, avalia o funcionamento do banco de dados e sugere correções e/ou aprimoramentos da estrutura.

Experiência profissional e escuta ativaExperiência profissional e escuta ativa

As duas primeiras características que você precisa considerar ao contratar um consultor empresarial são a experiência profissional e a escuta ativa. Muito dificilmente você procuraria por alguém ainda em formação para aprimorar o seu negócio, certo? O mínimo que as empresas desejam ao procurar por uma entidade/consultor é falar com um especialista que já atua na área e consagrou o seu nome/marca. Quanto mais tempo de mercado, mais positivo. Assim sendo, a maior parte das empresas que oferecem serviços de consultoria é composta por pessoas que, ao menos, possuem alguns anos de mercado. A formação é muito importante para a qualificação, mas não é tudo. Nesse sentido, antes de aconselhar sobre como um determinado negócio deve operar, deve-se buscar mais oportunidades no mercado e acumular referências. É apenas na prática que se consolida o nome/marca. É fundamental que tudo o que foi prometido seja cumprido.

De igual importância é a capacidade de ouvir com atenção as demandas do cliente. Deve ficar claro que, independentemente de sua área de atuação, ser um consultor é, essencialmente, ter habilidade para trabalhar com pessoas que precisam de novos conhecimentos, técnicas e ferramentas, e, nesse processo, o atendimento de excelência é de suma importância. Nesse contexto, é preciso que você entenda o que o cliente realmente precisa quando buscam novas opiniões e sugestões para o seu projeto. Assim sendo, há uma competência que é crucial: a capacidade de aprender a ouvir com mais atenção aquilo que a empresa está colocando à você. A princípio, essa característica pode não parecer tão relevante, mas você perceberá que ela fará toda a diferença na qualidade do seu trabalho. Além de transmitir mais confiança ao cliente, identifica-se certos problemas com mais facilidade, e, assim, as soluções são mais efetivas.

O conhecimento amplo e a habilidade de comunicaçãoO conhecimento amplo e a habilidade de comunicação

Atualmente, uma das maiores características prezadas e esperadas em um consultor de sucesso é a sua habilidade em trabalhar com dados. Isso, na verdade, é algo valorizado em todas as áreas de atuação, e, desse modo, independentemente da sua experiência, e, também, do seu conhecimento, é crucial que você possua dados concretos para embasar as suas afirmações, com vistas a criar planos mais eficazes. Hoje em dia, graças à presença universal da tecnologia digital no contexto empresarial, tem sido cada vez mais fácil coletar e organizar as estatísticas relacionadas ao desempenho do negócio. Tais estatísticas, além de atuarem como indicadores mais precisos sobre os resultados, são, ainda, excelentes ferramentas para detectar os pontos que precisam ser aperfeiçoados nos processos.

Por outro lado, além de ser crucial ouvir os clientes e compreender os dados a partir de ferramentas apropriadas, o bom consultor é, também, capaz de expressar os seus pensamentos de forma clara e objetiva, devendo sanar as dúvidas de forma rápida e eficiente. Se você não consegue se comunicar direito, muito provavelmente terá dificuldade para convencer os seus clientes para que sigam os seus planos e coordenem a equipe envolvida no processo, o que torna a boa comunicação uma poderosa ferramenta. Nesse sentido, assim como a habilidade de escuta ativa, aprender a se comunicar é, também, uma competência que deve ser adquirida. Com a prática e mudanças de mentalidade/postura, será mais fácil expressar as suas ideias e mobilizar as outras pessoas para atingirem o objetivo.

A paciência e atenção às oportunidadesA paciência e atenção às oportunidades

É importante destacar que apesar do seu poder de convencimento, será sempre necessário dar um tempo para que as pessoas se adaptem às suas sugestões, sobretudo quando uma mudança muito brusca é proposta. Assim sendo, o consultor deve ser paciente, sendo essa uma das suas principais características. Por último, mas não menos importante, devemos frisar que o consultor de sucesso deve ser proativo e independente, pois, afinal, as oportunidades de trabalho não virão até você por conta própria, e, desse modo, é muito comum que os consultores frequentem os lugares certos, apresentando-se como profissionais de consultoria, com vistas a buscar novas chances, captando novos clientes.

O mesmo é válido para que possa atuar no dia a dia da empresa de forma mais eficiente. Assim, quando você entra em contato com um negócio pela primeira vez, a fim de que seja compreendido como um profissional de excelência, deverá avaliar, de forma ampla e detalhada, o local que receberá a consultoria. Essa análise profunda é de suma importância para que uma nova perspectiva de atuação seja sugerida, e, principalmente, implementada após a consultoria. Tem-se como objetivo fomentar as melhores oportunidades de crescimento para a companhia em questão. Na maioria dos casos, essa é a principal diferença entre um consultor mediano e um consultor com expertise.

Terceiro Setor

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here