Divulgada no dia 12 de dezembro, no Rio de Janeiro, pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a primeira edição do relatório da Plataforma de Filantropia no Brasil, formada por fundações e institutos que investem em benefícios sociais e ambientais, revela dados importantes sobre a filantropia no país.

Um dos mais emblemáticos deles é o fato de que os investimentos privados com foco em benefícios sociais caíram cerca de 19% no Brasil no ano passado, em função da crise econômica. Em 2016, ano-base do levantamento, foram investidos R$ 2,9 bilhões.

Movimento global que conta até o momento com a adesão de oito países (Índia, Colômbia, Quênia, Indonésia, Estados Unidos, China, África do Sul e Brasil), a Plataforma Filantropia tem como base os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. O documento foi realizado em parceria com a Rockfeller Philanthropy Advisors e terá uma nova edição para 2018.

Segundo a gerente de parcerias para o setor privado do PNUD, Luciana Aguiar, os investimentos brasileiros em filantropia podem voltar a crescer e deixou claro que a queda ocorreu em investimentos em que não se espera retorno. “É uma doação”, sem retorno financeiro, disse. “É um capital que espera retorno em impacto social e ambiental, em benefício da sociedade”, é um tipo de retorno diferenciado, ressaltou.

Fonte: Filantropia

https://www.filantropia.ong/informacao/crise-economica-reduz-em-19-investimentos-em-filantropia-no-brasil

Rate this post
Terceiro Setor

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here